Histórico


O Laboratório de Audição e Tecnologia funciona no 5º andar do prédio central da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL) desde sua criação, no final de 2002. A seguir pode ser encontrado um histórico de suas atividades principais.

 

 

 604
2002 – Criação do Laboratório de Acústica, para preencher uma lacuna na formação dos estudantes de fonoaudiologia e prover atividades práticas no ensino da disciplina “Acústica física e psicoacústica”. Início das pesquisas sobre localização sonora humana.
 573
2003 – Publicação do primeiro artigo científico completamente desenvolvido no Laboratório de Acústica, como o título: “Estudo da Localização Sonora em Ouvintes Normais”.
 563
2003 – Publicação do trabalho de conclusão de curso da primeira aula orientada no Laboratório. Patrícia Gomes Gomes de Moura e Silva.
 504
2004 – Inicio das atividades de orientação de Iniciação Científica.
 498
2005 – Inicio das atividades de instrumentação e consequente ampliação da abrangência de atuação do Laboratório com mudança de nome para Laboratório de Instrumentação e Acústica (LIA). Ingresso dos Pesquisadores Prof. Dr. Renato Glauco de Souza Rodrigues e Prof. Dr. Túlio César Soares dos Santos André.
 236
2005 – Desenvolvimento do Acufenômetro. Dispositivo criado exclusivamente para avaliação do zumbido.
 276
2005 – Primeiro depósito de patente no INPI vinculado ao Laboratório.
 482
2006 – Criação do grupo de pesquisa no CNPq “Instrumentação e informática em saúde”.
 91
2008 – Publicação do primeiro artigo em periódico científico internacional.
 236
2008 – Desenvolvimento de dispositivo para avaliação de potenciais evocados auditivos e vestibulares no domínio do tempo e das frequências.
 515
2009 – Desenvolvimento de nova técnica para avaliação dos potenciais miogênicos vestibulares no domínio das frequências s-VEMP.
 264
2010 – Honorable Mention, 39th Annual convention International association of orofacial myology – IAOM. Recebido por dispositivo desenvolvido resultado do trabalho de mestrado da Profa. Ms. Érika Henriques de Araújo Alves da Silva.
 276
2011 – Depósitos das patentes desenvolvidas no LIA: Gerador acessório de estímulos acústicos para aparelhos que avaliam a impedância da orelha média, Dispositivo analisador ativo de zumbidos e Gerador de estímulos acústicos.
 485
2012 – Ingresso do Laboratório na Rede Nordestina de Biotecnologia (RENORBIO) e credenciamento dos seus professores.
 484
2013 – Aprovação dos primeiros estudantes do Programa de Doutorado do RENORBIO sob orientação de um dos pesquisadores do Laboratório.
 482
2013 – Criação do novo grupo de pesquisa do LIA, “Audição, Tecnologia e Envelhecimento”.
 604
2013 – Reestruturação do Laboratório, que a partir de setembro passou a ser chamado de Laboratório de Audição e Tecnologia (LATEC).